quarta-feira, 22 de julho de 2009

Felizes são os Pobres de Espírito

"Bem-aventurado os pobres de espírito pois deles é o Reino dos céus." Mt 5:3
Ser pobre não é lá uma das nossas aspirações mais lembradas, mas Jesus no sermão do monte nos convida a viver a pobreza de espírito pois essa é uma das características dos habitantes do céu. A pobreza de espírito é uma atitude de quem é dependente da Graça de Deus, de quem se reconhece perdido e declara Jesus o seu Salvador. Ser pobre aqui é ter atitude de quem admite sua natureza pecaminosa e numa vida de arrependimento, sem a soberba religiosa, outras vezes comparada no texto bíblico como fermento. O que não temos, buscamos em Deus conforme o texto no Evangelho de João 3:30 "é necessário que Ele cresça e eu diminua".
Paulo entendeu, aplicou e nos inspira a ser pobres de espírito conforme o texto transcrito de 2 Coríntios 2:19: Mas ele me disse: “Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim. Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte."
Toda riqueza além de nosso Deus é miséria espiritual para todos nós.

2 comentários:

  1. Muito bonita esta reflexão sobre a Palavra de Deus. Realmente Paulo foi um homem muito sábio e cheio do Espírito Santo. Um exemplo a ser seguido e que, com certeza, está sendo fonte de inspiração para este blog. Parabéns André Luiz pela sua disponibilidade para a evangelizar. Que Deus lhe abençoe.

    ResponderExcluir